Na luta contra a ACNE – parte II

Hoje, os Super Minions receberam uma ajuda especial na luta contra a ACNE!

A Dra. Adriane Cardoso é Endocrinologista Pediátrica e irá nos ajudar a entender quando devemos nos preocupar com o aparecimento de cravos e espinhas.

ACNE NEONATAL

O surgimento de acne pode ocorrer em até cerca de 20% dos recém-nascidos. Em geral aparecem cravos (brancos e pretos) nas primeiras semanas de vida. Mais raramente podem surgir lesões inflamadas. A razão do surgimento da acne nesta idade é a ação de hormônios passados normalmente da mãe para a criança ou ainda uma produção hormonal própria do bebê.
A Acne neonatal na grande maioria das vezes apresenta manifestações leves. Por isto é importante orientar os pais de que trata-se de uma situação fisiológica e que irá desaparecer sem a necessidade de nenhum tratamento.
A regressão deve ocorrer por volta dos 3-6 meses de idade.

ACNE INFANTIL

É quando ocorre o surgimento de cravos e espinhas após os 6 meses de vida.
Diferente da acne neonatal, pode ser mais frequente a observação de lesões inflamatórias.
A causa é também a produção endógena de hormônios que irão agir sobre as glândulas sebáceas e promover aumento da produção de gordura pela pele.
A acne infantil pode ter uma relação futura com a acne na adolescência.

QUANDO SOLICITAR A AVALIAÇÃO DE UM ENDOCRINOLOGISTA PEDIÁTRICO?

Em algumas situação devemos suspeitar que possa estar acontecendo algo de errado e, neste caso, buscar ajuda de um especialista.

A Dra Adriane Cardoso orienta que sempre que a criança apresentar acne entre os 3/6 meses e os 6 anos é importante fazer uma avaliação hormonal.

Nas meninas entre os 6 – 8 anos e nos meninos entre 6 – 9 anos deve haver suspeita se:

houver sinais de puberdade como aumento das mamas
aparecimento de pelos pubianos ou axilares
engrossamento da voz
crescimento acelerado
ganho de peso excessivo
aumento da pressão arterial

Nas meninas em fase puberal e dois anos após a primeira menstruação deve-se estar a tento a possibilidade de alterações hormonais em especial naquelas com acne mais grave e/ou irregularidade menstrual.

QUANDO TRATAR?

Quando as lesões são mais importantes, numerosas ou inflamatórias podemos lançar mão de medicações e vitaminas de uso tópico para promover a redução da produção de gordura pela pele e também auxiliar na ação antiinflamatória.

Limpar a pele máximo 2 vezes ao dia com o auxílio de um sabonete suave.

Pode ser usado um algodão embebido em água morna, fazendo movimentos circulares delicados sobre a região de pele com acne.

NÃO espremer os cravos ou espinhas

NÃO usar óleos ou pomadas que obstruam a saída do pelo, isto pode piorar!

NÃO usar medicações ou soluções de limpeza, mesmo que específicas para a acne, pois a pele do bebê e da criança é mais delicada e estes produtos podem irritá-la.

NÃO DEIXE A ACNE PRODUZIR CICATRIZES FÍSICAS E EMOCIONAIS.
NA LUTA CONTRA A ACNE DESDE OS PRIMEIROS SINTOMAS.
Na luta contra a acne – parte I: por que surgem as espinhas?
O artista Kevin Magic Lam fez com que os Minions se tornassem super-heróis da Marvel e DC Comics. A imagem foi retirada da internet e os créditos são para ele.
17 de março de 2015|Acne|

Deixar Um Comentário