Hemangioma: a lesão em morango!

 

É comum que as doenças de pele recebam nomes de alimentos, cores e animais!
Assim aconteceu com o Hemangioma, antigamente chamado de “Lesão em Morango”

Você sabia que o Hemangioma geralmente surge no decorrer do primeiro mês de vida da criança?

Mais raramente, o hemangioma pode estar presente ao nascimento como uma mancha vermelha na pele, que com o passar dos dias fica mais elevada e aumenta de tamanho.
Trata-se do tumor benigno mais comum da infância, formado por um novelo de vasos sanguíneos normais.

O hemangioma não é uma mal-formação vascular!

Isto quer dizer que, se a criança sofrer um machucado sobre uma lesão de hemangioma, os vasos sanguíneos serão capazes de responder adequadamente e parar com o sangramento.
Nas lesões maiores o que pode ocorrer é um sangramento em quantidade um pouco maior, decorrente do grande número de vasos presentes no local.

Como surge o Hemangioma? Sempre deve ser feito um tratamento?

A sua formação acontece pela ação de algumas substâncias presentes no próprio organismo da criança que estimulam o crescimento e proliferação dos vasos sanguíneos, que acabam por se acumular em um determinado local da pele.

Bebês prematuros apresentam hemangiomas com mais frequência do que aqueles nascidos a termo.

Não é possível determinar ou prever como o hemangioma irá se desenvolver. Ele pode ter um crescimento somente na superfície da pele, crescimento profundo na pele ou ambos.
Em geral, este crescimento ocorre nos primeiros meses de vida, quando entra em uma fase em que para de crescer para então iniciar uma regressão lenta.

A maioria dos hemangiomas irá desaparecer quase completamente até cerca de 8 – 9 anos de idade da criança.
Assim, a maioria dos casos de hemangioma não precisa de um tratamento e iá desaparecer mesmo sem o uso de qualquer medicação!

Devemos estar atentos a algumas situações relacionadas ao hemangioma…

Apesar de serem lesões benignas, existem hemangiomas que preocupam especialmente pela sua localização.
Aqueles presentes em pálpebras, dorso de nariz, pavilhão auricular, região cervical, região períneo (área de fraldas), assim como os hemangiomas de crescimento muito rápido

Nestes casos deve ser instituído um tratamento adequado o mais precoce possível, para evitar complicações futuras.

Há situações em que a localização do hemangioma não preocupa do ponto de vista médico, mas a lesão é causa de desconforto físico e até mesmo emocional para a criança, podendo ser um indicativo de tratamento.

Por isto cada criança deve ser avaliada individualmente para que a conduta adequada seja tomada.

29 de abril de 2015|Tumores da Infância|

Deixar Um Comentário